eBook O Continente - Volume I – Schematicwiringdiagram.co

O Continente abre a mais famosa saga da literatura brasileira, O tempo e o vento A trilogia formada por O Continente , O retrato e O arquip lago percorre um s culo e meio da hist ria do Rio Grande do Sul e do Brasil, acompanhando a forma o da fam lia Terra Cambar Num constante ir e vir entre o passado as Miss es, a funda o do povoado de Santa f e o tempo de Sobrado sitiado pelas for as federalistas, em , desfilam personagens fascinantes, eternamente vivos na imagina o dos leitores de Erico Verissimo o enigm tico Pedro Missioneiro, a corajosa Ana Terra, o intr pido e sedutor capit o Rodrigo, a tenaz Bibiana fant stico ler sobre a saga dos Terra, principalmente tendo em conta que o pano de fundo s o os acontecimentos principais da forma o do Rio Grande do Sul e Brasil Tem os elementos que me prendem a uma hist ria aventura, guerra e romance Al m do mais, por contar coisas t o pr ximas gente, o livro torna se de maior relev ncia ainda. Parte 1 Volume 1 1745 1836 Leitura conjunta com Ricardo A trilogia O Tempo e o Vento O Continente, O Retrato, O Arquip lago, uma das obras primas da literatura ga cha e brasileira, est dividida em sete livros Pela amostra deste primeiro n o devo demorar muito para l los a todos rico Ver ssimo narra a saga da fam lia Terra Cambar e d nos a conhecer a hist ria das origens da forma o do estado do Rio Grande do Sul, marcado por guerras fronte Parte 1 Volume 1 1745 1836 Leitura conjunta com Ricardo A trilogia O Tempo e o Vento O Continente, O Retrato, O Arquip lago, uma das obras primas da literatura ga cha e brasileira, est dividida em sete livros Pela amostra deste primeiro n o devo demorar muito para l los a todos rico Ver ssimo narra a saga da fam lia Terra Cambar e d nos a conhecer a hist ria das origens da forma o do estado do Rio Grande do Sul, marcado por guerras fronteiri as e revolu es sangrentas, e da forma o do povo ga cho A conquista deste territ rio foi feita inicialmente por aventureiros, a oeste e a sul da regi o, em busca de plan cies f rteis e posteriormente por a orianos que se estabeleceram na zona litoral Uma grande aula de hist ria Durante os 150 anos que decorrem nesta obra ocorrem grandes acontecimentos hist ricos, entre outros Tratado de MadridGuerra dos Farrapos Revolu o FarroupilhaGuerra do ParaguaiRevolu o FederalistaO romance narrado na terceira pessoa, com uma linguagem quase l rica e ao mesmo tempo com a utiliza o da linguagem tradicional do sul um s mbolo da literatura regionalista juntamente com algumas obras de Jorge Amado e Jo o Guimar es Rosa Este primeiro volume d O continente vol 1 dividido em sete cap tulos sendo que A fonte, Ana Terra e Um certo Capit o Rodrigo, que nos apresentam o in cio da fam lia Terra Cambar , podem ser lidos independentemente dos fragmentos d O sobrado.No cap tulo A fonte nos apresentado Pedro Missioneiro o mameluco atrav s do qual surge toda a fam lia rico Ver ssimo narra nos a vida nas miss es, as guerras e o genoc dio dos ndios interessante a forma como a cultura religiosa abordada misturando o misticismo cat lico com o a consci ncia m gica dos ndios.No cap tulo Ana Terra, o melhor em termos de narrativa, enredo, personagens, estilo, acompanhamos a hist ria sofrida de Ana, uma personagem feminina impressionante e poderosa.No cap tulo Um certo Capit o Rodrigo, nos apresentado o ga cho t pico, n o s pelos trajes que usa bombacha, chap u, fac o e len o encarnado como pela sua personalidade forte, jeito valente e machistaBuenas e me espalho Nos pequenos dou de prancha e nos grandes dou de talho Bibiana Terra uma personagem forte, solit ria, generosa e sofrida Lembra nos a sua av Ana Terra.O Capit o Rodrigo desperta nos os mais variados sentimentos um homem audacioso, mulherengo e sempre metido em confus o, mas tamb m justo, abolicionista e defensor dos mais fracos.Faltam 6 volumes, h que agendar a leitura do pr ximo Que livro Incr vel Sensacional uma obra que retrata o nascimento do Rio Grande do Sul e a hist ria fascinante dos Terra Cambar.E no fim fica a saudade de algumas personagens como a Ana Terra e o Rodrigo Cambar que personagens inesquec veisRecomendo a toda a gente, muito muito bom E ainda faltam mais seis volumes. Encerrada a leitura do primeiro volume de o Tempo e o Vento eu afirmo, a melhor saga pica brasileira que j li at agora J sabia que era fod sico, j sabia que o rico um dos maiores mestres da nossa literatura, mas v io, lendo com um olhar mais t cnico, com olhos de escritor, caramba, a prosa do cara medonha de boa.Eu n o esperava encontrar uma prosa t o cinematogr fica, gil, com abertura e fechamento de cenas impec veis, transi es temporais bem feitas, um equil brio de estrutura nar Encerrada a leitura do primeiro volume de o Tempo e o Vento eu afirmo, a melhor saga pica brasileira que j li at agora J sabia que era fod sico, j sabia que o rico um dos maiores mestres da nossa literatura, mas v io, lendo com um olhar mais t cnico, com olhos de escritor, caramba, a prosa do cara medonha de boa.Eu n o esperava encontrar uma prosa t o cinematogr fica, gil, com abertura e fechamento de cenas impec veis, transi es temporais bem feitas, um equil brio de estrutura narrativa invej vel e que mostra os quinze anos de labuta infernal que o rico gastou na cria o dessa obra prima.Para quem ainda n o conhece a trama, O Tempo e o Vento O Continente o primeiro volume de uma trilogia que narra a forma o do Rio Grande do sul pelo ponto de vista de personagens interligados pela fam lia dos Terra Cambar.O Continente dividido em pequenas noveletas, como sub livros dentro do livro Em O Continente temos quatro hist rias, tr s hist rias fechadas mas interligadas por meio dos personagens A Fonte , Ana Terra e Um Certo Capit o Rodrigo , e a quarta hist ria, O Sobrado , a trama que amarra toda a trilogia, unificando a obra uma obra complexa em sua tem tica, apesar de leitura super acess vel, daquele tipo de narrativa que voc tem que ler a pr xima p gina de qualquer jeito, ou seja, mais um livro para recomendar sem medo, todo mundo vai tirar alguma coisa da narrativa Para quem gosta de escrever, considero leitura mais que obrigat ria, as p ginas do velho Ver ssimo s o aulas de escrita, com exemplos de constru o de personagem e do que achei mais marcante, o entrela amento de mon logos interiores junto com a o e di logos de uma maneira org nica Outra coisa que me chamou aten o o modo como rico trabalha com os s mbolos da narrativa, especialmente o do Tempo e o do Vento, ressoando nas cenas, hora usando seus sentidos tradicionais, ora subvertendo seus sentidos.Os temas s o universais e super atuais a brutalidade e futilidade da guerra, o sofrimento feminino em um mundo patriarcal, a busca pela liberdade de ser, a crueldade imposta pela sociedade ao prender as pessoas em categorias fixas dependendo de sua origem, cultura, cor de pele, etc.ANOTA ES DURANTE A LEITURA PODE CONTER SPOILERS Tempo e vento s mbolos por todo o romance Personagens se dividem entre personagens de vento, de tempo e de terra.Pedro mesti o uni o dos povos, vision rio, contador de hist rias.Ana terra, os Terra s o os Stark do rico Ver ssimo pico come a como os picos cl ssicos, com o contexto do nascimento de um protagonista Estrutura impec vel alternando presente e passado nos tempos verbais.Joai car , personagens s o introduzidos pelos seus ancestrais, uma hist ria de g nese do povo do sul.Ana Terra guerreira, fort ssima.Uma aula para escritores, leitura obrigat ria.S mbolo do tempo e o vento por todo o romance.Tema do aborto com Ana Terra.Pedro, o pov misterioso, nunca sabemos o que ele pensa, tirando em sua inf ncia e en alguns outros momentos.,ele quase sempre visto por fora.Ana transa sentindo a terra, como uma deusa, cena de sexo mitol gico com Pedro, for as da natureza se misturando com os personagens, como nas hist rias mitol gicas de gesta o de um her i.Ana Terra, uma cria o maravilhosa, peesonagem feminina completa, bem feita, bem constru da, viva.Pedro fala um portugu s misturado com espanhol e ndio, o novo povo do sul.Fant stico o desenvolvimento do romance de Ana e Pedro.M sica converteu os ndios e pedro usa para converter os terra M sica vento tamb m.Hist rias do jo o malazarte hist rias do negrinho do pastoreio figuras de trapaceiros arqu tipo do trapaceiro cr tica ao machismo do sulHist rias s o recontadas e novos detalhes aparecemPersonagens com grandes arcos dram ticos bibiana muda demaisO Velho Fandango personagem com a sabedoria do povo do sul S mbolos interligam pela obra o sobrado a rocca o punhal personagens femininas reencarnam personagens masculinas em casa resson nciaO passado caiu sobre elas como sempre sil ncio pesadoPressentimentos s o sempre verdadeiroPovo marcial do sul, o m dico pensa se a guerra atrapalhou a cria o de uma cultura.Trechos em poesia proseada, ou prosa poesia, como um pico cl ssico.Isolamento no sobrado aumenta a press o a n veis inimagin veis, lembrei do Iluminado do Stephen King Tens o em todas as cenas do livro, guerra fora, guerra entre as pessoas, vida guerra.Winter, metanarrativa comenta a trama de LuziaCarl Winters como a voz do autor dentro do texto, suas cartas s o para o leitor.Carl Winters e o uso da estrutura narrativa espistolar, de cartas.Preserva o de ditados populares Luzia apesar de sua doen a nervosa, representa a nova mulher questionando o machismoLuzia psicopatia misturada com apre o cultura europ ia Luisa, a amoralidade da corte Dr winter inverno europeu e o inverno do sul.O sobrado como s mbolo, bibiana quer tomar o sobrado, a hist ria come a com o sobrado A vis o do doutor alem o dando um ponto de vista da civiliza o europ ia S mbolo da rocaResson ncia da hist ria da princesa Moura Saga pica da forma o do povo brasileiro do Sul S mbolo do Cristo sem narizVelho Ricardo Amaral como o Deus do antigo testamento Adaga sempre presente, no come o, no meio e no fim, com Rodrigo, com Pedro, etc.Rodrigo rebelde vs Bento , rebeldia contra o antigo coronelismoCapit o Rodrigo instinto puroCapit o Rodrigo vers o sulista do arqu tipo do trapaceiro Ricardo amaral e rodrigo tambar s o sombras um do outro Capit o Rodrigo e sua liga o com a m sica, resson ncia com o mesti o Pedro do come o da narrativa O tempo narrativo vai e volta, presente e passado, em meio das cenas, como o vento A terra comendo gente, os personagens fertilizando o futuro Rio Grande do Sul Bibiana, Ana Terra reencarnada Voz carregando a ancestralidade feminina